sexta-feira, 11 de maio de 2007

JavaFX - Killer Application?

A poucos dias foi lançado o JavaFX no JavaOne em San Francisco. Uma simples divulgação deixou toda a comunidade fervorosa, justamente pelo que promete ser o JavaFX. Agora, se ele vai ser ai é outra história.
Segundo este desenho da macro-arquitetura do JavaFX podemos ver a sua aplicação:
Será que ela será a Killer Application e solução definitiva? Ou será uma outra vergonha como o MIDP, que para interface é realmente uma vergonha?

Podemos ver seu uso em alguns demos listados na Home do Projeto. Eu achei beeem estrainho a forma como é feito isso (vide o primeiro demo). Pra mim uma maneira mais descente de se fazer, seria usando coisas que já existem hoje, principalmente para as definições de estilo, porque não usar o padrão CSS? Porque não usar algumas coisas como DIV´s? Porque não definir uma folha de estilos e você poder reusar isso? Pra que reinventar a roda? Aprender mais uma nova maneira de se fazer o que já consegue se fazer. Será que vai ser igual a programar em Swing? Cria botão, seta layout, seta posição, etc etc etc... aquela coisa massante e chata.

Uma das coisas que ainda estão no ar são: OpenLazlo e Sun com o projeto Orbit. Será que toda essa plataforma FX será utilizada em cima do lazlo? Seria legal, pois ele tem se mostrado bem portável e bem estável. Se não for usado, pra que manter então projetos paralelos?!
O que passa pela minha cabeça é que, a Sun nem sabe bem ao certo como será, mas lançou toda essa JavaFX para segurar um pouco o mercado e para que o povo não vá investindo tudo o que tem na nova MS SilverLight, Apollo, Flex, etc.

Conversando com o Erko hoje ele me mostrou várias coisas legais sobre essas tecnologias RIAs. Uma das coisas que pareceu bem bacaninha foi o tal do Flex, pois utiliza CSS por exemplo. Quem quiser saber mais sobre este tipo de assunto, aconselho a acompanhar o blog do cara, é bem rico neste conteúdo.

Bom, acho que agora é aguardar e ver que que vai rolar com tudo isso, e torcer para que seja realmente algo bom.

-----------
PS: Queria colocar mais uma opinião aqui, agora que dei uma olhada melhor no javaFX, neste Tutorial.
Eu achei Horrível a forma como codificar. Vejam este tutorial ai, e me digam o que acham... bah, se for assim, eu acho que não vai pegar muito não, tlvz até caberia dizer que já nasce morto... mass.... não sou o dono da verdade e tbm, o conhecimento que tenho sobre o javaFX é bem superficial então fica apenas como uma primeira impressão.
Até.

5 comentários:

David Paniz disse...

Ácho que vai ser uma vergonha mas não diga que apenas div e css poria subistiui-lo. Na verdade ele veio para competir com Flex e outras formas de gerar RIA.

Daniel F. Martins disse...

Eu acho um produto interessante, mas é muita propaganda pra pouca coisa, pelo menos considerando a parte "Java SE" da coisa (que nada mais é do que uma DSL pra facilitar a codificação de aplicações Swing + Java2D, pelo menos foi o que eu percebi).

Mas vamos ver no que vai dar isso aí! :P

[]s

Juliano Carniel (Jujo) disse...

David,

não falei que CSS e DIV substitui o JavaFX, mas indaguei o porque do não uso das duas coisas, juntamente com o resto da plataforma.
Reinventar modos de se fazer a mesma coisa as vezes enche o saco...

David Paniz disse...

Primeiro me desculpe pelos erros de Português, segundo me desculpe pelo tom agressivo do post.
Vamos vá, concordo que não é grade coisa, mas temos que ver que o mercado está tendendo à aplicações RIA e até pouco tempo existia praticamente só o Flex. Agora que a idéia está pegando, as grandes donas do mercado (Microsoft com o .net e a Sun com o Java) resolveram competir. Acho que mais ridiculo do que o JavaFX é o Silverlight, mas se tivesse no lugar delas faria o memso! Afinal, é preciso competir!!

Juliano Carniel (Jujo) disse...

O problema é que o Java está entrando de paraquedas agora nesta parte, a está justamente tendendo para o estilo Swing de programação, que na minha opinião é chato pra caraleo, e se tem... digamos um overhead na programação. =)

Mas que tem que competir, isso tem, mas poderia se reutilizar de coisas, e assim aproveitar o know-how de outros profissionais.

Valeu.